Peixe Urbano, hoje quebrado e com donos ‘sumidos’, já teve Huck como sócio

  • Site Peixe Urbano está fora do ar.
  • Empresa, segundo reportagens, quebrou e deve até para funcionários.
  • Mas startup já foi símbolo de empreendedorismo no Brasil.

Hoje, ao tentar acessar o site do Peixe Urbano, o usuário ficará frustrado: o navegador devolve uma resposta alertando que aquela página está fora do ar, e que não é possível mais acessá-la.

O Procon-SP está no pé da empresa, na tentativa de localizar algum responsável e os controladores, por conta de reclamações de usuários.

Mas, aparentemente, desse mar não sai mais peixe. Segundo o jornal O Globo, o Peixe Urbano está quebrado, sem dinheiro para pagar sequer as verbas rescisórias de seus empregados. Outra reportagem, do portal A Tarde, estima as dívidas da empresa em R$ 50 milhões.

O Peixe quebrou

Mas nem sempre foi assim. O Peixe Urbano já foi símbolo do empreendedorismo digital no Brasil, na época da febre dos cupons de descontos e compras coletivas. Lembra deles?

Você adquiria um cupom, disponibilizado em esquema de “compra coletiva”, que permitia acessar serviços, como restaurantes e outros programas de entretenimento, com descontos especiais.

No auge, a startup chegou a ter como sócio uma das celebridades mais conhecidas do Brasil: o apresentador Luciano Huck, que adquiriu 5% da empresa por um valor não revelado, em uma negociação que, segundo reportagens da época, levou cerca de três meses.

O apresentador Luciano Huck. (Divulgação / TV Globo)
O apresentador Luciano Huck. (Divulgação / TV Globo)
  • Site Peixe Urbano está fora do ar.
  • Empresa, segundo reportagens, quebrou e deve até para funcionários.
  • Mas startup já foi símbolo de empreendedorismo no Brasil.

Hoje, ao tentar acessar o site do Peixe Urbano, o usuário ficará frustrado: o navegador devolve uma resposta alertando que aquela página está fora do ar, e que não é possível mais acessá-la.

O Procon-SP está no pé da empresa, na tentativa de localizar algum responsável e os controladores, por conta de reclamações de usuários.

Mas, aparentemente, desse mar não sai mais peixe. Segundo o jornal O Globo, o Peixe Urbano está quebrado, sem dinheiro para pagar sequer as verbas rescisórias de seus empregados. Outra reportagem, do portal A Tarde, estima as dívidas da empresa em R$ 50 milhões.

O Peixe quebrou

Mas nem sempre foi assim. O Peixe Urbano já foi símbolo do empreendedorismo digital no Brasil, na época da febre dos cupons de descontos e compras coletivas. Lembra deles?

Você adquiria um cupom, disponibilizado em esquema de “compra coletiva”, que permitia acessar serviços, como restaurantes e outros programas de entretenimento, com descontos especiais.

No auge, a startup chegou a ter como sócio uma das celebridades mais conhecidas do Brasil: o apresentador Luciano Huck, que adquiriu 5% da empresa por um valor não revelado, em uma negociação que, segundo reportagens da época, levou cerca de três meses.

No livro “Contra a Maré – A história de empreendedorismo do Peixe Urbano”, a autora Tania Menai revela que a empresa, que foi fundada no Rio de Janeiro, em 2010, antes de mudar sede para Florianópolis, chegou a ter 1 mil funcionários.

Mas com a mudança da configuração dos negócios online, o antigo gigante não se sustentou. Passou por dificuldades financeiras, restruturações, e foi vendida para diferentes grupos antes de chegar à atual situação.

Procon-SP procura controladores

Nesta semana, a Peixe Urbano chegou ao ponto mais baixo de sua história, com o Procon-SP notificando a empresa, na tentativa de localizar os controladores para dar satisfação aos clientes lesados.

“A solicitação se dá em razão da dificuldade de interlocução com o fornecedor, que não tem retornado às demandas de consumidores que reclamam no Procon-SP”, afirmou em nota o Procon.

O Procon-SP afirma que, no caso de não ter sua notificação respondida, a empresa será incluída em uma lista de sites a serem evitados.

Aparentemente, o caldo acabou.

*Fonte: Yahoo! Finanças

OUTRAS NOTÍCIAS

NOSSAS REDES

15FãsCurtir
8,187SeguidoresSeguir
- Publicidade -spot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS